• Fernanda Garcia

Vereadora visita CEIs após denúncias de falta de funcionários e 'obras intermináveis'

Fernanda Garcia escutou familiares de alunos e servidores municipais sobre o caso; vereadora enviará requerimento para cobrar posicionamento da Prefeitura


Após denúncias de problemas na volta às aulas em Sorocaba, a vereadora Fernanda Garcia (PSOL) visitou hoje (03), duas escolas municipais na Zona Norte. Os pedidos vieram através de munícipes que, insatisfeitos, entraram em contato com o mandato relatando obras intermináveis e falta de profissionais, prejudicando assim o ensino integral.


Pela manhã, a vereadora foi ao Centro de Educação Infantil (CEI) 74, no Jardim Pacaembu. "A unidade atende o ensino maternal e creche. Conversando com a direção da escola, constatamos a necessidade de, pelo menos, mais cinco auxiliares de educação - cargo com profissionais que prestaram concurso público do último ano e aguardam chamamento. A falta desses educadores afeta o ensino integral da Creche II, deixando o horário de aula somente até o início da tarde e prejudicando a população com alunos desassistidos, responsáveis com dificuldade de conciliação de horários e os servidores que tem demandas acumuladas", explica a vereadora.





Entre as lacunas no quadro, uma em especial chama a atenção: "pouco antes da aposentadoria de uma de nossas auxiliares, fui informada pela Secretaria Municipal de Educação (SEDU) que haveria a reposição automática, contudo após um ano isso não aconteceu", disse a diretora da CEI. Ela também explica que o quadro incompleto de funcionários é um problema antigo, antes "mascarado" pela presença de estagiários. "Tínhamos na escola o apoio dos estagiários, que apesar de não constarem no quadro de funcionários - como está descrito na Deliberação nº6 do Conselho Municipal de Educação - era nossa única saída para atendermos as crianças. Pedimos somente a reposição destes funcionários para que até o aprendizado dos estagiários seja mais completo, participando das decisões, do planejamento e não somente atuando", indica a servidora.


A falta de recursos humanos não era visto somente nas salas de aula. "Tínhamos apenas uma merendeira para atender todos os alunos. Somente após a requisição do contrato, que uma trabalhadora foi remanejada para a CEI 74", revela a diretora.


Na visita, além de ouvir as situações, Fernanda também prestou contas, lembrando que já reivindicou junto à SEDU melhorias estruturais para maior conforto e humanização no atendimento ao maternal. "Já enviei vários ofícios, tive reuniões com os responsáveis e com a pasta, mas nenhuma demanda foi atendida".


Sem energia e sem aulas


Somada a vistoria na CEI 74, a vereadora Fernanda Garcia também visitou a Escola Professora Maria Ignez Deluno e a creche acoplada à escola, no bairro Mineirão. A visita foi solicitada por um munícipe após denúncias de "obras inacabadas".


Durante a visita, a denúncia se mostrou ainda mais grave. "A escola quase em sua totalidade está sem o fornecimento de energia e sem o serviço de internet impossibilitando o retorno dos alunos às classes" disse a representante municipal, e completa: "Infelizmente a parte elétrica ainda não é o pior dos problemas. A escola padece diante de uma grave infiltração que coloca em risco toda a estrutura e saúde dos trabalhadores, além disso, os professores precisam imprimir os materiais já que a Sedu não disponibiliza os equipamentos necessários" denuncia.


Agora o mandato buscará na prefeitura respostas em relação a essas solicitações e denúncias por meio de requerimento e cobrará ações em urgência. "Lembro que o pedido de visita é a forma concreta, os cidadãos que se sintam lesados por essas dificuldades tem o papel de denunciar buscando o que é de direito", finaliza a vereadora.

3 visualizações0 comentário