• Fernanda Garcia

Vereadora envia à prefeitura pedido de informações sobre distribuição de plantas frutíferas

A vereadora Fernanda Garcia enviou o requerimento que auxilia no plano de hortas comunitárias


A Câmara Municipal de Sorocaba por meio da vereadora Fernanda Garcia (PSOL) enviou à Prefeitura, um requerimento em torno da produção e distribuição gratuita de plantas frutíferas à população, principalmente aquelas em situação de vulnerabilidade social prezando não somente pela arborização, mas também no combate à insegurança alimentar.


De acordo com o documento, a vereadora busca mais informações em relação às espécies disponibilizadas e, qual o processo de escolha de exemplares que compõe a lista. Em resposta, a prefeitura lembra que a distribuição é dividida por sazonalidade, ou seja, pela época do ano que seja mais saudável para a planta.


O ponto de partida para esta questão, nasceu após o contato de uma moradora que, em sua história, conta sobre a produção de frutas e hortaliças em seu lote. A munícipe complementou seu pedido mostrando preocupação com o aumento da desigualdade social e isso a incentivou a procurar o mandato.


“A moradora lembra em seu pedido que o plantio e consumo de frutas e hortaliças, colaboram com o meio ambiente e contribuem na prevenção de doenças. A munícipe dá ideia de disponibilizar as mudas para o auxílio à alimentação da parcela vulnerável, pensando nisso somando nossa luta em favor das hortas comunitárias, buscamos junto à Secretaria de Meio Ambiente (SEMA) estes esclarecimentos”, conta Fernanda.


Respondido no último dia 22, o requerimento consta que as seguintes espécies são distribuídas gratuitamente: goiabeira; jabuticabeira; uvaieira; araçá; araticum; fruto-do-conde; cerejeira do rio grande; cabeludinha; jenipapo; ingá; graviola, urucum e gurumixama. "Apesar da distribuição gratuita, a prefeitura faz pouca propagação desta ação. Vamos agir para que essa informação chegue com mais relevância para a população, para uma proposta efetiva de arborização", finaliza a vereadora.



O requerimento dá espaço a mais uma vertente no debate sobre hortas comunitárias

5 visualizações0 comentário