• Fernanda Garcia

Vereadora defende artistas após ataques na Câmara de Sorocaba

Em vídeo postado em redes sociais, Fernanda Garcia comenta ataques após estreia de exposição fotográfica


A 66ª sessão ordinária da Câmara Municipal de Sorocaba que aconteceu ontem, dia 16, mais uma vez foi marcada por atos misóginos. Após a estreia da Exposição fotográfica "Ondas Longínquas", a ala conservadora realizou ataques machistas a artista Silvana Sarti e a professora Rosalina Burgos, por conta de uma foto onde os seios da fotografada estão à mostra, contudo boa parte dos vereadores, principalmente Fernanda Garcia (PSOL), foram em defesa da arte e das artistas.


"É lamentável que o debate sobre a arte e a preservação ambiental foram colocadas de lado para dar espaço a discursos machistas sobre os direitos das mulheres, é sempre importante lembrar que o corpo da mulher é de propriedade dela e que nenhum homem tem o direito de criticá-la, principalmente quando usado para a arte", alertou a vereadora Fernanda.


Outro assunto abordado durante a sessão, trouxe preocupação à Fernanda, a justificativa usada para tentar cercear a arte por meio de censura prévia. "A arte deve ser livre, por isso e impensável qualquer tentativa de censura terá a represália do mandato que represento. E qualquer um na condição de vereador deveria pensar desta forma", arguiu ela.


Fotografada no início deste ano na cidade de Ilha Comprida, a exposição de Silvana e Rosalina remete a urgência climática criada pela cultura capitalista. Além disso, a artista explica que sua obra remete à mitologia da mulher como fonte da vida. "As artistas mostram uma sensibilidade ímpar ao criar as obras e não é correto que a fala de alguns vereadores sejam tóxicas a ponto de afastar a população. É importante que a população venha prestigiar essa belíssima exposição", salientou a vereadora.


A exposição "Ondas Longínquas" é aberta para a população e fica disponível no Plenário da Câmara Municipal até o dia 30 de novembro, das 8h às 17h.






8 visualizações0 comentário