• Fernanda Garcia

Fernanda oficia prefeitura sobre baixo número de profissionais no SAMU

Vereadora também pede esclarecimento sobre risco de descentralização do serviço




A vereadora Fernanda Garcia (PSOL) oficiou a Prefeitura Municipal de Sorocaba nessa quarta-feira, com questionamentos a respeito do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). No documento, Fernanda destaca a defasagem na quantidade de profissionais e ainda pede esclarecimentos sobre os rumores de descentralização do serviço. De acordo com os dados do Portal da Transparência, em janeiro de 2014, Sorocaba contava com 184 servidores lotados em funções da estrutura do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência. Já em dezembro de 2020, o número total é de apenas 126 - queda que representa 32% do efetivo. Essa desestruturação do SAMU está fazendo com que a quantidade de motoristas, enfermeiros, técnicos de enfermagem, médicos e telefonistas fique deficitário em relação a demanda da cidade. "O bom funcionamento do SAMU significa a possibilidade de salvar vidas. Isso deveria sensibilizar qualquer governante para investir e dar todas as condições de trabalho necessárias. Entretanto, estamos vendo exatamente o contrário. A cidade está ampliando, a população aumentando e, em contrapartida, os funcionários do SAMU estão diminuindo", denuncia. Fernanda também pediu esclarecimento a respeito da informação de que o governo municipal estuda a descentralização do serviço. "Temos um histórico de medidas na administração pública que não deram certo porque vieram de cima para baixo, não levaram em consideração a opinião e a vivência de quem está na base. Os servidores são a base do Poder Público. Entendo que uma mudança radical na estrutura do SAMU depende de dois fatores: primeiro, reestruturar o quadro de funcionários, e, em segundo, uma ampla consulta entre todos os profissionais que atuam diariamente no atendimento à população. Qualquer mudança na estrutura do SAMU sem levar em conta essas duas necessidades, corre um grande risco de dar errado. É por isso que estou pedindo esclarecimentos da Prefeitura", explica.

3 visualizações0 comentário