• Fernanda Garcia

Fernanda Garcia solicita uso da TV Câmara para campanha de vacinação da Covid-19


Foto: Henrique Miranda

Na manhã dessa quarta-feira (20/01), a vereadora Fernanda Garcia (PSOL) oficiou a Mesa Diretora da Câmara Municipal de Sorocaba, para que a TV Câmara seja disponibilizada como meio de divulgação do Programa Municipal de Vacinação.

De acordo com a vereadora, é fundamental que nesse momento haja o máximo possível de informações e esclarecimentos à população.

“O início da vacinação contra o novo coronavírus foi o acontecimento mais importante das últimas décadas. Entretanto, mesmo com toda a expectativa em torno da vacina, ainda há muita desinformação e resistência. Por isso, acho essencial que além das informações básicas com datas, locais e públicos a serem vacinados, também seja feita uma divulgação educativa e esclarecedora sobre a importância das vacinas na prevenção, tanto da Covid-19 quanto de outras doenças”, explica.

Para exemplificar a gravidade da situação, Fernanda lembra que a vacinação tem reduzido no Brasil nos últimos anos, como resultado de uma campanha sistemática de desinformação.

“Desde 2018 o Brasil não consegue atingir mais as metas internacionais de vacinação infantil. Isso é fruto de uma campanha obscura de desinformação, que tem elevado o nível de ignorância e negacionismo da população. O resultado dessa campanha criminosa é a vulnerabilidade das crianças a doenças consideradas erradicadas, como a poliomielite, que causa paralisia cerebral”, adverte.

No mesmo sentido dessa preocupação, a Organização Mundial da Saúde (OMS), emitiu um comunicado no ano passado, informando que em 2019 quase 14 milhões de crianças perderam vacinas que salvam vidas, como a do sarampo e difteria. De acordo com a OMS, também há uma característica socioeconômica semelhante nessas nações: são em sua maioria países pobres, com ampla desigualdade social e mais suscetíveis a desinformação. "Dois terços delas estão concentradas em 10 países de renda média e baixa: Angola, Brasil, República Democrática do Congo, Etiópia, Índia, Indonésia, México, Nigéria, Paquistão e Filipinas", aponta.

Na visão da vereadora é preciso usar todas as armas contra as fake news, e a informação correta é a melhor delas. “Se nós dispomos de meios, precisamos usá-los. Esse quadro nefasto que acompanhamos, de redução da imunização nas crianças, não pode se repetir na luta contra a Covid-19. Nesse sentido, a Câmara que conta com ótimos profissionais e uma boa estrutura de TV pode dar a sua contribuição”, defende.


A TV Câmara possui amplo alcance na cidade de Sorocaba e em alguns municípios vizinhos, disponível na TV aberta, através do canal 31.3, para assinantes NET / Claro, no canal 04, e para assinantes Vivo, no canal 09, além de manter sua programação exibida através do YouTube.

26 visualizações0 comentário