• Fernanda Garcia

Fernanda Garcia participa de reunião da Comissão de Proteção e Bem-Estar Animal

O debate é um encaminhamento da Audiência Pública ocorrida no final de janeiro com este tema


Buscando esclarecimentos e ações efetivas da gestão municipal, a vereadora Fernanda Garcia (PSOL) participou, na tarde de ontem (15), da reunião ordinária do Conselho Municipal de Proteção e Bem-Estar Animal, no Plenário da Câmara Municipal. A reunião tratou de diversos assuntos já levantados na Audiência Pública ocorrida no dia 27 de janeiro, contudo estes ainda não tinham sido totalmente respondidos pelo secretário de Meio Ambiente, Proteção e Bem-Estar Animal (SEMA), Antonio Prieto.


Segundo a vereadora, a questão animal vai muito além de doar ração às ONGs protetoras da causa e isso é mais do que provado quando se escuta poucos minutos do que eles têm a dizer. “É alarmante o que vem acontecendo em Sorocaba com a proteção animal. Além da falta de um plano de vacinação antirrábica, não há castração e nem mesmo um canil que trate com decência os seres que já foram abandonados”, comentou Fernanda.


Ouvindo problemas que são do cotidiano dos militantes da causa animal, Fernanda se mostra indignada com o silêncio da prefeitura e mais ainda com a atitude agressiva de colegas vereadores com todos os conselhos, em especial os ligados ao meio ambiente. “São denúncias gravíssimas as que ouvi hoje, tão sérias quanto aquelas ditas na audiência. A proteção animal em Sorocaba, infelizmente, trabalha como ‘apagar incêndios’, já que o conselho não tem o mínimo apoio para colocar em prática um plano a longo prazo, pois como é conhecido desta gestão, a fala, as redes sociais e as curtidas são mais importantes, vivemos em um governo para a internet”, disse a parlamentar.


Além da vereadora do PSOL, esteve presente na reunião a vereadora Iara Bernardi (PT) da Comissão de Meio Ambiente e Proteção Animal na Casa de Leis e dois representantes da Prefeitura, entre eles Antonio Prieto, administrador da pasta de meio ambiente. “Infelizmente o secretário permaneceu pouco tempo na reunião e não trouxe respostas que pudessem resolver os problemas há muito tempo tempo denunciado pelos conselheiros. É necessário colocar a causa animal como prioridade e não como mera formalidade”, indicou a vereadora.


Elefante Sandro


Durante as falas, Fernanda destacou uma questão altamente debatida na Audiência Pública: o caso do Elefante Sandro. O animal, de idade avançada, está no meio de uma briga judicial entre a prefeitura, um zoológico e um santuário.


Na ocasião da audiência, o secretário havia garantido que em um curto prazo o conselho teria acesso ao processo, todavia o mesmo veio à reunião sem a informação que os documentos ainda não estavam em posse dos conselheiros. “Mais um exemplo do descaso com o trabalho em favor dos animais. Primeiro, pelo descumprimento da garantia de vistas deste documento, depois por colocar o animal ainda mais numa situação de vulnerabilidade e terceiro por não acatar a recomendação do Ministério Público sobre a transferência do Sandro para o santuário. Vou permanecer acompanhando essa questão junto ao poder público e fiscalizar de perto o trabalho do zoológico, pois é impensável um local como este não ter como seu objetivo principal, o bem-estar da fauna”, apontou Fernanda Garcia.



Vereadora volta a cobrar a secretaria sobre processo do Elefante Sandro

19 visualizações0 comentário