• Fernanda Garcia

Fernanda assina Pacto pelo Fim da Violência contra Jornalistas e em Defesa da Liberdade de Imprensa

Vereadora também é autora de uma matéria legislativa sobre o Dia Municipal de Liberdade de Imprensa


Comprometida em defender a liberdade de imprensa e o fim da violência contra os jornalistas, Fernanda Garcia (PSOL) vem realizando uma série de ações de apoio à classe. Hoje, a vereadora do Partido Socialismo e Liberdade em Sorocaba assinou o "Pacto pelo fim da violência contra jornalistas e em defesa da liberdade de imprensa", criado pelo Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo. No documento, a parlamentar se compromete a combater toda forma de violência contra os trabalhadores de comunicação e atuar em defesa do livre exercício da profissão.


Na adesão ao pacto, a vereadora relembra que a onda de desinformação e ataques à imprensa também é impulsionada pelo próprio presidente, Jair Bolsonaro (PL). "Desde a chegada do atual mandatário à cadeira presidencial, o Brasil perdeu em todos os sentidos. Ele e seus seguidores têm como um de seus pilares a intensa perseguição e ataques à imprensa profissional. Esse ano, mais do que nunca, não podemos aceitar as falas violentas com a tentativa de silenciar a imprensa voltem ao nosso cenário político, por isso me solidarizo com a luta dos jornalistas", disse Fernanda Garcia.


Para Fernanda Garcia, outro ponto importante de ser lembrado é a conjuntura política sorocabana hostil ao trabalho dos jornalistas. "Infelizmente aconteceram casos graves de violência aqui em Sorocaba, como o ocorrido em agosto de 2021 com o jornalista Reinaldo Galhardo, covardemente foi agredido em uma 'marcha pró-Bolsonaro' e a jornalista Victória Abel, agredida verbalmente pelo próprio presidente em visita à cidade", lembrou a parlamentar.


Nesse sentido, Fernanda apresentou no último mês, uma matéria legislativa que cria o "Dia Municipal de Liberdade de Imprensa", a ser comemorado na mesma data nacional, 07 de junho. "É um projeto substitutivo. A proposta inicial sobre o tema, feita por outro vereador, colocava a comemoração em uma data alusiva a um site de notícias descredibilizado e até citado na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid", disse a atual vereadora, que finalizou: "Chega a ser agressivo com os profissionais do jornalismo, um dia de homenagem ligado a um site de notícias falsas. Apresentamos outra proposta que fixa como Dia Nacional de Liberdade de Imprensa o 7 de junho, em homenagem à luta histórica dos 3 mil jornalistas que, corajosamente, reivindicaram liberdade de imprensa durante a ditadura cívico-militar".


O "Pacto pelo Fim da Violência contra Jornalistas e em Defesa da Liberdade de Imprensa" é uma ação proposta pelo Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo para mobilizar a proteção à democracia e ao livre exercício da profissão. O documento na íntegra está disponível no site da entidade: sjsp.org.br.




2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo