• Fernanda Garcia

Entrega do relatório de fiscalizações às Estações de Esgoto acontece na Câmara

As vereadoras Fernanda Garcia e Iara Bernardi, aproveitaram uma entrevista à Rádio Câmara para explicar as resoluções tomadas no documento


Na manhã desta quinta-feira (16), as vereadoras Fernanda Garcia (PSOL) e Iara Bernardi (PT) realizaram a entrega formal do relatório das fiscalizações ocorridas em novembro, às Estações de Tratamento de Esgoto do SAAE, autarquia responsável pelo manejo do saneamento básico municipal. A entrega, leitura e explicação do documento aconteceu durante o programa "Radar Cidadão" da rádio Câmara.


Por questões burocráticas que rondam o período que antecede o recesso parlamentar, as vereadoras comentaram que não foi possível fazer a entrega durante a última sessão ordinária na última terça-feira (14), contudo, as mesmas irão protocolar o documento para que assim, seja destinada uma cópia a cada gabinete. "Quando todos os vereadores receberam as denúncias dos servidores, ainda em outubro, a base governista foi conivente com a situação realizando a manobra que impediu a abertura de uma comissão de estudos, agora, após nossa fiscalização feita de forma independente, iremos apresentar uma realidade ainda mais alarmante do que imaginávamos e todos da Casa não poderão virar as costas com que vem ocorrendo", lembrou Fernanda.


Durante o programa as vereadoras explicaram como o sucateamento afeta não somente a qualidade do serviço entregue para a população mas também a saúde dos trabalhadores, questão esta abordada no relatório. "Durante as visitas vimos a deterioração dos equipamentos de trabalho. Ferrugem por todos os cantos e equipamentos quebrados, somado a este caos está a falta de reposição de cargos, ou seja, além de criar uma atmosfera insalubre, o sucateamento do SAAE pela proposta de terceirização se mostra cada vez mais evidente", explicou a vereadora do Partido Socialismo e Liberdade.


Ainda na entrevista ao "Radar Cidadão", as vereadoras lembraram como a questão da crise hídrica enfrentada pela região converge no resultado do relatório. "Durante a sessão do Parlamento Regional em que faço parte da Comissão de Recursos Hídricos lembrei a questão da seca e como a captação da água do Rio Sorocaba é essencial para o nosso abastecimento. Contudo, principalmente na visita à Estação do Pitico, vi o despejo de dejetos na água causando além do mau cheiro, muita espuma. Imagina em nossas torneiras - já com pouca água -, o mal que pode trazer a nossa própria saúde? Cobrar um tratamento de esgoto de qualidade é o mínimo que nossa vereança deve fazer", cobrou a vereadora citando exemplo de outras estações que passam pelo menos problema.


As vereadoras lembraram ao final de suas falas que aguardam um posicionamento claro da prefeitura de Sorocaba, não somente em notas, mas ações práticas e que voltarão aos locais no início do próximo ano para fiscalizar as providências tomadas.




9 visualizações0 comentário