• Fernanda Garcia

Descaso com a periferia: Fernanda cobra interligação entre o Guaíba e Maria Antônia Prado

Há quase 40 anos os moradores solicitam a pavimentação da via que interliga os bairros


A vereadora Fernanda Garcia (PSOL) fez uma reunião nesta quarta-feira (12) com os moradores dos bairros Maria Antônia Prado e Jardim Guaíba, que reivindicam há quase 40 anos a interligação dos bairros, pela rua Alcebíades Rodrigues Vaz. Essa rua tem início no bairro Guaíba e termina no Maria Antônio Prado, entretanto na divisa entre os dois bairros, o pavimento e a iluminação da rua é interrompido, formando um grande terreno baldio de terra, onde as pessoas circulam inseguras, sujeitas à lama em dias de chuva e acúmulo de lixo.


O caso é acompanhado pela vereadora desde o início do seu primeiro mandato, em 2017. Fernanda chegou a destinar emenda de R$ 280 mil para fazer a interligação asfáltica e iluminação, entretanto o projeto não pôde se concretizar, porque a prefeitura não cumpriu a sua parte de legalizar a interligação da via, por meio de projeto de lei. Enquanto o executivo não oficializar o espaço como rua, esse impasse não poderá ser resolvido. “É um grande desrespeito com a população. Esse problema atravessa gerações de moradores e a prefeitura até hoje não tomou providência. Nós, inclusive, já nos deixamos a disposição emenda impositiva para resolver o problema, mas a prefeitura não fez a parte dela, que era a mais simples. Por uma questão de vício de iniciativa, esse projeto precisa partir da prefeitura para aprovarmos na Câmara”, explica Fernanda. Os moradores contam que aquela via é um trajeto importante para os moradores acessarem a creche, irem ao supermercado, parques, templos religiosos e até mesmo deslocamento de trabalhadores do comércio da avenida Itavuvu, que moram no Guaíba. “Eu moro há 33 anos aqui e eles nunca asfaltaram. Com a chuva, forma muito barro, as pessoas jogam lixo e entulho. Tem escorpiões vindo na minha casa”, conta a dona Estela Maria, que é moradora do Maria Antônia Prado. Na conversa entre a vereadora e os moradores, eles anunciaram que farão um abaixo-assinado para questionar a Prefeitura e a Câmara. A vereadora também apresentou novo requerimento, questionando a prefeitura sobre a efetivação do projeto de legalização da rua, além de expor o problema na tribuna da Câmara Municipal, tornando o caso público e pedindo uma providência urgente do governo municipal. “A prefeitura tem uma dívida com esses moradores. Até uma emenda impositiva a prefeitura já teve à disposição e mesmo assim não resolveu. Estamos cobrando esse novo governo e, caso não seja resolvido, os moradores já anunciaram que vão pressionar a prefeitura por uma solução”, revela Fernanda.

16 visualizações0 comentário