• Fernanda Garcia

Audiência Pública sobre os impactos da terceirização na saúde acontece amanhã

Fernanda Garcia pretende discutir com especialistas os impactos no atendimento à população e na questão trabalhista


Com o objetivo de dar visibilidade ao problema causado pela terceirização da saúde em Sorocaba, a vereadora Fernanda Garcia (PSOL) promove amanhã, dia 14, a partir das 19h, no Plenário da Câmara Municipal uma Audiência Pública em parceria do Fórum Popular de Saúde. Com o tema: “SUS: impactos da terceirização da saúde”, o debate será aberto à população e transmitido de forma ao vivo na TV Legislativa e nas redes sociais.


“Nossa ideia é facilitar o entendimento sobre como é prejudicial o plano de terceirização que já está vigente em Sorocaba nas UPHs Norte e Leste, já que o sucateamento do serviço público traz malefícios para a população, por conta do inchaço no atendimento e a falta de insumos, como também para os trabalhadores, pois este esquema de trabalho diminui drasticamente o acesso aos direitos trabalhistas e, para os servidores, dificulta o ingresso previdenciário”, explica a vereadora.


Para compor o diálogo, o evento terá a presença de especialistas na área, militantes da causa e servidores da saúde como:


Marco Antonio de Moraes - Engenheiro agrônomo e advogado, militante do Fórum Popular de Saúde;



Milton Sanches - Presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Saúde de Sorocaba e Região (SinSaúde);



Thaís Lopes - Advogada, pós graduanda “lato sensu” em Direitos Humanos, Integrante do coletivo Fórum da Luta Antimanicomial de Sorocaba (FLAMAS), Coordenadora do núcleo psicossocial do Instituto Contraproposta e membro da Comissão de Direitos Humanos da OAB Sorocaba;



Victor Vilela Dourado - Presidente do Sindicato dos Médicos de São Paulo (Simesp) e anestesiologista. Graduado em Medicina pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) em 2013. Especialista em anestesiologia pela Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, de 2015 a 2018.


Fernanda lembra que além destes ilustres convidados, a presença da população e principalmente dos servidores da saúde é essencial. “Eles são a linha de frente do trabalho. Eles e a população sabem mais do que qualquer um como o desmonte da saúde será prejudicial para todos, por isso o convite é aberto a todos”, finaliza a vereadora.


O debate é aberto à população e será transmitido ao vivo

5 visualizações0 comentário