• Fernanda Garcia

Após denúncias, Fernanda Garcia inicia visitas às escolas municipais

Vereadora visitou escolas da Zona Norte após responsáveis relatarem insegurança com estrutura física das instituições


O mato alto e a falta de manutenção preventiva nas escolas sempre é um assunto recorrente; contudo, após um longo período de afastamento das atividades presenciais, seria claro que no retorno tudo estaria em dia, certo? Não exatamente. Após receber denúncias em relação a estes problemas, a vereadora Fernanda Garcia (PSOL), iniciou no último dia 11, uma série de fiscalizações em escolas municipais na Zona Norte de Sorocaba. A ação busca acolher essas reclamações para que estas sejam cobradas da gestão municipal.


“Visitamos várias escolas e os problemas estruturais são bem semelhantes, muito por conta da deterioração, porém era esperado que mesmo com as aulas remotas a gestão municipal tivesse zelo pelas suas instalações, mas infelizmente não foi isso que pudemos ver”, disse a vereadora.


Exemplo deste relato da vereadora é o caso do Centro de Educação Infantil (CEI) 125 "Vereador Jorge Moysés Betti Filho", no bairro Paineiras, onde problemas de infiltração e elétricos colocam em risco a segurança dos alunos. “É revoltante o abandono com os bens públicos com o intuito de abrir caminhos para a terceirização do setor da educação. Encontramos um grave problema de infiltração nesta escola que se não consertado rapidamente, pode fazer a escola inteira - que é uma das mais novas do município, inaugurada em 2019 -, vir abaixo”, disse Fernanda.


Além da estrutura da escola em si, outro problema denunciado por pais que a vereadora prontamente fiscalizou são os arredores das instituições de ensino. “Muitas escolas na região Norte estão próximas a parques ou áreas verdes, isso por um lado é ótimo, já que aproxima as crianças da natureza, todavia, quando esta área não tem a devida atenção, a parte boa é substituída pela insegurança”, a vereadora comenta sobre o caso das denúncias da Escola Darlene Devasto, no Jardim Atílio Silvano, onde o matagal e o entulho irregular propiciam a infestação de animais peçonhentos, como escorpiões. “Imagine receber uma ligação da escola do seu filho dizendo que o mesmo foi picado por um animal peçonhento, esse é o medo que esses pais vivem diariamente”, falou.


A vereadora por fim garante que as visitas às escolas continuarão no decorrer da próxima semana e, somado aos requerimentos e indicações já feitas, pretende levar os casos encontrados a público, buscando um rápido retorno da Secretaria de Educação.



Fernanda mostra preocupação com a estrutura física das escolas municipais

6 visualizações0 comentário